BANNER INICIAL
BANNER ELETRO MOVEIS
BANNER ELETRO GAS
FORRO XONADO
darlan cantor
RADIO WEB DOS FORROZEIROS
VIVER PARA SERVIR
RADIO PACOTI
FERA LOIRA

Ferroviário fecha jogos de ida da Série C com derrota para o Santa Cruz por 3 a 1

Tubarão da Barra foi até mais agressivo que o Santa Cruz, mas não aproveitou as chances criadas e amargou a segunda derrota consecutiva em casa

Por Redação em 05/10/2020 às 15:04:47

A estreia do Ferroviário no Domingão, em Horizonte, foi com derrota para o Santa Cruz-PE. Os pernambucanos fizeram 3 a 1 sobre o Tubarão e garantiram a liderança do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro ao fim dos jogos de ida da primeira fase da competição.

Em terceiro, com 14 pontos, o Ferroviário ainda pode ser ultrapassado pelo Vila Nova-GO na segunda-feira, 5, mas não corre risco de deixar a zona de classificação. Foi a segunda derrota consecutiva do Tubarão em casa.

Marcaram para o Santa Cruz: Pipico, Didira e Jáderson. O Ferroviário descontou com André Mensalão. O time cearense terminou com um jogador a menos, já que Olávio foi expulso na reta final.

O Jogo

O Ferroviário poderia ter aberto o placar cedo. Com cinco minutos de jogo já acumulava duas finalizações e uma jogada perigosa. Primeiro foi Caíque, que fez um cruzamento despretensioso da direita, mas quase acerta a bola no gol, obrigando Maycon Cleiton a dar um tapa nela. Depois, Hulk ficou com a bola na grande área, girou e chutou fraco. Por fim, André Mensalão ganhou do marcador pela direita, cruzou para área e Willian Lira chegou atrasado para desviar para a meta.

Apesar do início promissor, o jogo ficou muito preso no meio do campo na sequência e uma chance de gol só veio aparecer novamente aos 23 minutos, quando Gabriel Cassimiro, que voltou de lesão após quatro rodadas, acertou um lançamento longo para William Lira, que invadiu a área pela esquerda e bateu alto, para nova defesa do goleiro do Santa Cruz. O time pernambucano demorou a encaixar uma jogada de ataque, mas na primeira finalização executada, saiu na frente.

Aos 27, Toty escapou em velocidade pelo lado direito e avançou até próximo da grande área do Tubarão. Ele levantou a bola para Pipico, quase na pequena área e livre de marcação, desviar para a rede. O tento foi sucedido pela parada técnica — já que o jogo começou antes das 16 horas — e o intervalo em meio ao jogo foi importante para não embalar o Santa. Além disso, no lance seguinte o Ferroviário conseguiu o gol de empate.

Numa jogada tradicional do time, executada desde o ano passado, Siloé cobrou lateral direto na grande área e André Mensalão dominou, girou e bateu rasteiro. Maycon Cleiton foi atrapalhado pela quantidade de jogadores na frente e deixou a bola passar no canto direito. Ainda na primeira etapa, Siloé, pelo Ferrão, e André, pelo Santinha, arriscaram de fora da área e assustaram os goleiros.

O segundo tempo teve um início de lentidão e escassez e jogadas ofensivas. A exceção foi o primeiro lance, antes mesmo do primeiro minuto. Olávio fez lançamento para William Lira, na grande área, o goleiro Maycon Cleiton saiu mal e o atacante rolou atrás para Mensalão, que deixou para Lorenzi chutar. A finalização foi travado e após a cobrança de escanteio, William Machado cabeceou perigosamente.

Assim como no primeiro tempo, quando menos se esperava, o Santa Cruz marcou novamente. Aos 12, Didira cobrou falta da entrada da área com perfeição e colocou os pernambucanos novamente na frente.

O Tubarão só reagiu quando Marcelo Vilar fez três substituições, lançando o atacante Júnior Batista, o meia Reinaldo e o lateral-direito Neilton, estreante, em campo, já depois dos 20 minutos. Cada um perdeu uma grande chance nos lances seguintes.

Primeiro foi o centroavante, que aproveitou cruzamento da direita e cabeceou, mas para fora. Depois, Lorenzi colocou Reinaldo de frente para o goleiro adversário com passe milimétrico, mas a finalização foi para o alto. Neilton também teve sua oportunidade, após receber passe de William Lira, na grande área, mas finalizou em cima do arqueiro do Santa.

Júnior Batista ainda tentou outras duas cabeçadas, em cruzamentos de Tiago Costa e Siloé, na grande área, pela direita, chutou para fora uma bola cruzada. Quando a partida já se desenhava para uma derrota do Ferroviário, Olávio fez uma falta na linha lateral e foi expulso. Ainda deu tempo para Jáderson, aos 48, invadir a área pela esquerda e cruzar. William Lira desviou contra a própria meta, mas a arbitragem não deu gol contra.


Fonte: mais.opovo.com.br/esportes

Comentários

banner 1
banner 2
banner 3