BANNER INICIAL
BANNER ELETRO MOVEIS
BANNER ELETRO GAS
darlan cantor
CONECTA DE QUIXERAMOBIM
ARREIOO DE PRATA

Guterres parabeniza eleitos nos EUA e reafirma que parceria com o país é essencial

Por Redação em 10/11/2020 às 16:31:23

Em comunicado emitido ontem, o secretário-geral da ONU, António Guterres, cumprimentou o povo americano pelo exercício vibrante da democracia no país nas eleições da semana passada. "Ele parabeniza o presidente e a vice-presidente eleitos e reafirma que a parceria entre os Estados Unidos e as Nações Unidas é um pilar essencial da cooperação internacional necessária para enfrentar os desafios que o mundo encara hoje", diz a nota.

Nas redes sociais, o presidente da Assembleia Geral, Volkan Bozkir, afirmou que Joe Biden tem "uma longa história de apoio à ONU" e que a eleição de Kamala Harris é um "marco da igualdade de gênero". "Aguardo com expectativa para fortalecer os laços entre ONU e EUA e trabalharmos juntos para um mundo mais próspero e seguro".

O presidente Donald Trump não aceitou o resultado e está apresentando desafios legais na justiça, com sua equipe de campanha apresentando ações em diversos estados chaves.

A chefe da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo Ngcuka, descreveu que a perspectiva de ter a primeira mulher como vice presidente é "um momento muito encorajador" para mulheres e garotas ao redor do mundo, "especialmente para mulheres negras". Kamala Harris, atualmente senadora pela Califórnia, é de descendência africana e indiana.

A diretora geral da UNESCO, Audrey Azoulay, disse que os "desafios globais de hoje pedem um renovado comprometimento dos Estados Unidos" para o bem comum que representam os pilares da ciência, educação e cultura. Ela também disse estar muito feliz de ver uma professora na Casa Branca, na forma da esposa de Joe Biden, Jill, que será a primeira dama e continuará trabalhando em tempo integral.

"A liderança dos EUA é mais crucial do que nunca para as pessoas mais vulneráveis do mundo", afirmou o chefe da Agência de Refugiados da ONU (ACNUR), Filippo Grandi. Ele parabenizou ambos e disse que a agência anseia para trabalhar com a nova administração "em assuntos domésticos e globais de refugiados".

Este foi o sentimento repetido pelo diretor-geral da Organização Internacional para Migração (OIM), António Vitorino. Ele disse que a agência de migração da ONU espera trabalhar com a nova administração "para gerenciar a migração para o benefício de todos".

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, parabenizou os vencedores declarados da eleição dos EUA afirmando que a OMS quer trabalhar "muito proximamente" com a administração.

Depois que o presidente Donald Trump decidiu sair da OMS no começo do ano em resposta a alegados erros no início do curso da pandemia do novo coronavírus, o presidente eleito repetiu o compromisso de voltar para a Organização. No fim de semana, Joe Biden também disse que sua administração estará comprometida com o Acordo de Paris para a mudança climática a partir do primeiro dia do novo mandato.


Fonte: Repórter Ceará - ONUBR (Foto: Evan Schneider/ONU)

Comunicar erro

Comentários

banner 1
banner 2
banner 3