BANNER INICIAL
BANNER ELETRO MOVEIS
BANNER ELETRO GAS
darlan cantor
CONECTA DE QUIXERAMOBIM
ARREIOO DE PRATA

Polícia Federal alerta para golpe no Whatsapp que promete vale gás social em 2021

Por Redação em 25/02/2021 às 16:04:23

A Polícia Federal alerta a população para um novo golpe que está circulando no WhatsApp e Facebook que promete um auxílio referente a um vale gás social 2021 no valor de 90 a R$ 97 em dinheiro ou a entrega do gás na residência das pessoas. Teriam direito a essa facilidade todos os beneficiários do Bolsa Família, aposentados e pensionistas ou ex-beneficiários do auxílio emergencial. No entanto, os criminosos utilizam os dados coletados na falsa pesquisa para abrir contas correntes em bancos virtuais ou físicos onde terão acesso a cartão de crédito, cheque especial, onde poderá abrir empresas fantasmas e fazer compras pela internet tudo em nome de terceiros.


O link está sendo enviado para as contas do WhatsApp e Facebook. Os cibercriminosos usam períodos e situações específicas para aplicar golpes financeiros com temáticas personalizadas para enganar as pessoas. O golpe avisa que para ter direito ao vale gás social, para solicitar a entrega em casa ou receber o dinheiro em conta bancária, basta apenas a pessoa responder a um questionário simples com informações que eles utilizarão para executar o golpe.

As pessoas que clicam no link compartilhado pelos criminosos são direcionadas a preencher um cadastro através de um formulário, informando seus dados pessoais e bancários para que o suposto valor de R$ 90 reais do vale gás social, seja depositado em sua conta ou fornecer o endereço residencial para que a entrega do gás seja feita na casa ou apartamento da pessoa. Com as informações pessoais e bancárias, os cibercriminosos podem roubar as vítimas e, quando as vítimas se dão conta, são surpreendidas com contas em seu nome que não fizeram e dívidas que não contraíram. E ao fornecer o endereço e agendar uma data e horário para entrega do suposto gás social, criminosos podem se dirigir até a residência das pessoas e realizar assaltos e sequestros.


Fonte: Repórter Ceará - Diário de Pernambuco

Comunicar erro

Comentários

banner 1
banner 2
banner 3