BANNER INICIAL
BANNER ELETRO MOVEIS
BANNER ELETRO GAS
darlan cantor
CONECTA DE QUIXERAMOBIM
ARREIOO DE PRATA

No mês em homenagem ao livro, Projeto PALAVRAS tem muita contação, teatro e encontro com autores premiados

Por Redação em 06/04/2021 às 16:00:04

No mês especial com várias datas dedicadas ao livro como o Dia Internacional do Livro Infantil (02/04), o Dia Nacional do Livro Infantil (18/04 em homenagem ao nascimento de Monteiro Lobato) e o Dia Mundial do Livro (23/04).

O Projeto PALAVRAS passa a contar com o apoio cultural da Biblioteca Estadual do Ceará – BECE, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará. Na programação, autores premiados como Xico Sá e Mailson Furtado, o ilustrador Rafael Limaverde e a participação do ator e músico Paulo Orlando (Dona Zefinha), a Cia Chocalho de Teatro de Bonecos, Casa do Conto, Cia Criando Art. e a contadora de histórias e escritora Poly Jomasi.

A programação gratuita e online continua pelo Instagram @palavras.projeto e @bece_bibliotecaestadualdoceara e pelo canal da Casa da Prosa no Youtube, da Secult CE e da Biblioteca Estadual do Ceará – BECE.

Confira mais na programação abaixo

No dia 07/04, às 17h, a programação do PALAVRAS começa com a presença da arte educadora, atriz, escritora e contadora de histórias Poly Jomasi, promovendo muita contação de histórias e respondendo a algumas perguntas do público a respeito do seu livro "Maria e os Jogos de Chuva" (editora Autografia). O livro possui algumas páginas que podem ser pintadas pelas crianças incentivando-as a fazerem parte da construção do livro e continuar a história de Maria, que adora brincar com jogos de chuva que aprendeu com sua avó. Porém, com a chuva e trovões, Maria precisa, então, usar sua imaginação para superar o medo sozinha! Poly Jomasi é atriz, arte educadora, escritora e contadora de histórias. Atualmente, atua como professora de artes do município de Maracanaú. É autora dos livros "A Mercearia da Dona Maria" do projeto Paic Prosa e Poesia e do livro " Maria e os Jogos de Chuva" da editora Autografia.

Dias 09 e 14/4, às 17h, é a vez de performance teatral, recitais e contações com os grupos Dona Zefinha, e o espetáculo "Oi Mãezinha", e a Cia. Chacoalho Teatro de Bonecos com contações de histórias inspiradas no repente e na poesia popular. Com o renomado grupo Dona Zefinha, o público vai conferir, no dia 9/4, a trama de um artista que se preparava para sua próxima Live, quando um surto epifânico engatilhado pelo som de um instrumento traz recordações de sua Mãe, abrindo um portal no túnel do tempo, atiçando memórias vivas. Em meio a esse mundo contemporâneo tão inusitado, reavivar o passado é inspiração para ressignificar um futuro pronunciado distópico.

No dia 14/4, a Cia. Chacoalho Teatro de Bonecos apresentará o espetáculo "Bicho do Rio", uma adaptação do livro infantil de Almir Mota, "Bicho do Rio", que conta a história da conhecida lenda da cidade de Jucás, interior do Ceará. No vídeo, a CIA Chacoalho Teatro de Bonecos apresenta a história através dos bonecos mamulengos. A manipulação dos bonecos fica por conta de Cleodon de Oliveira e Bima Moreira.

19 anos da Casa do Conto

Formado por Almir Mota, Mara Monteiro, Teddy Williams e Júlia Barros, o grupo fará uma apresentação comemorativa dos seus 19 anos atuando na arte de contar histórias. Os narradores apresentarão contos de autores cearenses no dia 18 de abril, às 16h. A ONG Casa do Conto nasceu de uma ação de incentivo à leitura na Biblioteca Pública Estadual, destinada ao público infantil e aos professores do ensino básico, e tem como objetivo promover a inclusão social através do Livro, da Leitura e da Literatura no Ceará. Integra a Casa do Conto contadores de histórias, escritores, artistas plásticos, músicos, historiadores, pedagogos e arte-educadores que se uniram para

No dia 22, às 19h, a Cia. Criando Arte apresentará o recital poético no dia 22, às 19h. A premiada Cia. em mais de uma década montou mais de 40 trabalhos entre espetáculos de teatro de rua e de tradição, teatro experimental, cenas curtas e experimentações em cinema; apresentou-se em mais de 30 cidades do Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte; ministrou oficinas e cursos de formação; participou de mais de 20 festivais de caráter local, regional, nacional e internacional; idealizou eventos e projetos sociais presentes no calendário cultural da cidade de Varjota; e criou e administra a Casa de Arte CriAr, responsável por formações, estudos e experimentos teatrais para artistas de Varjota e região.

Já nos dias 20, 27 e 30/04, o projeto PALAVRAS conta com a participação do jornalista e escritor Xico Sá (19h), do ilustrador Rafael Lima Verde (15h) e do autor Maílson Furtado, (19h), respectivamente.

Encontro do renomado escritor e jornalista Xico Sá com o público mediado por Fabiano Piúba, escritor, gestor cultural e atual secretário de cultura do Ceará acontece no dia 20/4, às 19h. O encontro promete uma conversa instigante sobre livros, política e outros temas. Xico Sá nasceu no Crato, na região do Cariri cearense, e iniciou sua trajetória profissional no Recife. Ganhador de importantes prêmios do jornalismo, como "Esso", "Folha", "Abril" e "Comunique-se", é atualmente colunista do jornal "El País/Brasil". Um dos principais cronistas brasileiros contemporâneos, Xico Sá é autor de "A Pátria em Sandálias da Humildade" (editora Realejo), "Os Machões Dançaram – Crônicas de Amor & Sexo em Tempo de Homens Vacilões" (ed. Record), "O Livro das Mulheres Extraordinárias" (ed. Três Estrelas), "Big Jato" (ed. Companhia das Letras), "Modos de Macho & Modinhas de Fêmea" (ed. Record) e Chabadabadá – O Macho Perdido e a Fêmea que se Acha (ed. Record), "Sertão Japão" (Ed. Casa de Irene), dentre outros.

Já o encontro com o Rafael Limaverde vai proporcionar uma oficina de construção de imagens no dia 27/04, às 15h. O ilustrador Rafael Limaverde irá construir um livro de imagens ao vivo e após irá propor que os participantes da oficina façam o mesmo. Rafael Limaverde é xilogravurista, grafiteiro, design e ilustrador. Natural de Belém/PA e radicado no Ceará, formou-se em Artes Visuais pelo Instituto Federal do Ceará (IFCE). Realizou sua primeira exposição de pinturas e infogravuras, intitulada "Caos", em Fortaleza (2000) e ao longo do seu percurso como artista visual, tem realizado exposições individuais e participado de trabalhos coletivos principais espaços de Fortaleza e do estado como o Salão de Abril, Festival Concreto e Mostra Sesc Cariri (Crato), dentre outros. Fora do Ceará, o artista expôs na Funarte em São Paulo e no Rio de Janeiro. Fez parte do Grupo Acidum, e atualmente trabalha com design, xilogravura, intervenção urbana e ilustração de livros infantis.

O autor Mailson Furtado apresenta o seu mais recente livro no dia 30/04, às 19h. A obra ELE: um poema-livro (ou uma crônica, também) sobre o viver de um cidadão comum, preso a flutuar sobre seus dias e lugares, inerte ao próprio destino, dito e visto em/como terceira pessoa. Um abordar biográfico daquele(s) que não se conta(m), e, por vezes, nem se sabe(m): a história d"ele – a ser tantos e nenhum. Numa teia de influências e experimentações, o livro se embaralha entre verso, prosa e insights cênicos. Natural da cidade de Varjota/CE, Maílson Furtado é escritor, ator, dramaturgo e gestor cultural. Ganhou reconhecimento nacional como vencedor do Prêmio Jabuti (2018), com a publicação de "A Cidade", cumprindo a proeza de ser escolhido o Melhor Livro da principal premiação literária do País, em 60 anos de história, como um autor independente, como são chamados aqueles que publicam sua obra sem o apoio de uma editora. O livro foi vencedor nas categorias Livro do Ano e Poesia. Mailson possui obras publicadas em jornais, revistas e antologias no Brasil e Portugal e mais de 10 textos encenados no teatro. Em entrevista à BBC News Brasil, declarou que o reconhecimento do Jabuti representa um sonho de adolescente de querer um dia mudar o mundo e diz: "é possível viver no lugar onde vivo, que é possível ser jovem e feliz no sertão".

O Projeto

O projeto PALAVRAS é uma realização do escritor e produtor Almir Mota e da contadora de histórias e terapeuta Júlia Barros, ambos realizadores do Baú de Leitura e narradores da Casa da Conto. Uma ação conjunta com a Biblioteca Estadual do Ceará e o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, o projeto Palavras conta com o apoio institucional da Secretaria da Cultura do Estado e a parceria e agradecimento da Enel, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

O projeto PALAVRAS promove a democratização do livro e da literatura cearense com ênfase na formação de leitores, por meio de uma ampla programação que contempla recitais poéticos, contações de histórias, encontros com autores e ilustradores e lançamentos de livros. O projeto mobiliza alunos e professores da rede pública de ensino, mas destina-se ao público em geral.

Serviço:

Projeto PALAVRAS
Dias: Terças, quintas e sextas, sempre às 19h – GRATUITO
Programação infantil: quartas-feiras – Gratuito.
Mais informações sobre a programação nos Instagram @palavras.projeto e @bece_bibliotecaestadualdoceara


Fonte: Repórter Ceará

Comunicar erro

Comentários

banner 1
banner 2
banner 3